Nome completo: Walter Damatta

Nome Artístico: Walter Damatta

Cidade de Nascimento: Recife -PE

Início das atividades: 1987

Atividades Realizadas: Ator, direção e cenografia

Imagem: acervo pessoal
 

 

Walter Damatta sempre foi incentivado pelos pais a conviver com a arte em todos os aspectos. Durante a infância, era comum vê-lo cercado em meio a discos de vinil que contavam histórias infantis, ou sacos de papel que volta e meia se transformavam em máscaras pelas tesouras, cola e lápis de cera que o menino dispunha para deixar o seu mundo mais bonito. Para Walter, ouvir as histórias e deixar que as mãos construíssem traços e formas era uma forma de alimentar o espírito da criação que ele guardava dentro de si. Daí para construir suas próprias histórias foi um pulo, e logo o menino Damatta estava dirigindo outros coleguinhas nas brincadeiras de teatro.

Mas não pensem que as aspirações do infante paravam por aí. “Por muito tempo, trouxe dentro de mim o desejo de ser cantor. Consegui satisfazer essa vontade a partir do momento em que entrei para um coral, na época da escola. Uma vez envolvido com as atividades daquele universo, eu já me sentia pertencente àquela aura livre e dinâmica, não enxergando mais nenhuma outra possibilidade de me sentir realizado. Fui tocado pela arte”, revela Damatta, que a partir dali, conciliou a vida entre o canto, as artes plásticas e o palco.

 

Walter Damatta refinou seus conhecimentos pelos centros mais representativos da cultural local, como o Centro de Educação Musical de Olinda – CEMO, o Museu de Arte Contemporânea de Olinda – MAC, a Fundação Joaquim Nabuco – FUNDAJ, entre outros. “Pude aproveitar uma época de bastante efervescência de cursos oferecidos, que enriqueceram a minha formação. Todo o conhecimento acumulado abriu portas e o apresentou diversas funções, desempenhadas com esmero e reconhecimento.

Como ator, fez parte de projetos como o espetáculo de 10 anos do Balé Popular do Recife, onde também encarou o desafio da dança;  explorou o universo do audiovisual nos curtas “Até que amor te amorteça” de Sergio D´Luna e “Maria”, de Carol Correia, onde atuou com Marcélia Cartaxo,  a premiada atriz da versão cinematográfica de “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector.

Além de atuar, Damatta também fez cenário e direção para espetáculos como o show “Rumos”, de Nice Albano e Zé Caetano, encenado no Sesc Santo Amaro em 1999; “Por um triz”, de Andréa Luiza, no Sesc Santo Amaro em 2002, “Concerto para dez vozes”, de Deneil Laranjeira e Katarina Meneses em 2003, entre outros.

Faça o download do currículo artístico de Walter Damatta, clicando aqui.

 

Formação:

Comunicação Social – Escola Superior de Relações Públicas
Artes plásticas – Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
Artes Cênicas – Universidade Federal de Pernambuco – UFPE
Áudio-descrição

Fotos: 

 

 

Print Friendly