• Roberto_Riegert

Nome completo: Roberto Ambos Riegert

Nome Artístico: Roberto Riegert

Cidade de Nascimento: Porto Alegre – RS

Início das atividades: 1989

Formação:
Jornalismo  – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS)

Atividades Realizadas: iluminação

Imagens: Acervo pessoal

 

 

 

Foi graças ao movimento musical do final dos anos 80 que Roberto Riegert descobriu-se um apaixonado pelas luzes e cores que cercam as apresentações cênicas e musicais. Aos 17 anos, sedimentava uma carreira como fotógrafo de shows, abastecendo os jornais locais com coberturas de imagens em eventos na capital do Rio Grande do Sul e adjacências. Ao frequentar esse circuito, notou que havia uma demanda crescente por técnicos de luz, e os poucos profissionais com boa experiência eram sobrecarregados. Ao enxergar essa necessidade, uniu o útil ao agradável. Sua sensibilidade para imagens iria ser o combustível para novas experiências com as luzes.

Em 1984, Riegert deu o pulo do gato, no que se refere à sua formação: após um ano de atividades como iluminador, função que aprendeu com a prática e contato com profissionais mais experientes, juntou suas economias e partiu para uma viagem à Europa, num cargueiro que navegou durante 12 dias até a Noruega. Inicialmente uma trajetória de mochileiro, a experiência abriu portas profissionais para Roberto a partir do momento em que ele decidiu fazer atividades de iluminação para poder se manter durante aquele período.

Na França, procurou um colega belga que fazia serviços freelancer como iluminador em vários festivais de teatro. Aproveitando que fora inserido como assistente, procurou se capacitar em operação e programação de moving lights, na época uma tecnologia que ainda não havia chegado ao Brasil. E assim seguiu, aprendendo e trabalhando, sem esquecer de cultivar boas relações com os principais nomes do circuito.

 

Hoje, Roberto Riegert fixou residência em Recife, mas é um “freelancer fixo” da Cie des Petite Hours, de Aurélia Thierrée, neta de Charles Chaplin, que veio ao Recife apresentar o espetáculo “L´Oratorio d’Aurélia” em 2008, projeto do qual o iluminador fez parte até 2012. Ele ainda é sócio-fundador da Casa da Luz, uma companhia local especializada em iluminação cênica, musical e audiovisual, onde aplica seus mais de 30 anos de experiência em iluminação, junto com outros consagrados profissionais do circuito pernambucano, Jathyles Miranda e Leonardo Carneiro.

Entre as experiências profissionais de Roberto Riegert, estão o Festival Sphink, na Bélgica, o Circo Voador, no Rio de Janeiro e Recife, Mimo (Mostra Internacional de Música em Olinda), entre outros.

 

Fotos:

Fotos de Renata Pires, Fernanda Pessoa e Renata Vavolizza

 

Contato:

www.casadaluzcenica.com.br/

 

Print Friendly