Nome completo: Marianne Tezza Consentino

Nome Artístico: Marianne Consentino

Cidade de Nascimento: Foz do Iguaçu – PR

Início das atividades: 1999

Formação:
Licenciada em Educação Artística/Artes Cênicas (UDESC)
Mestre em Artes (USP), Doutoranda em Artes Cênicas (UFBA)

Atividades Realizadas: atriz, dramaturga, iluminação, encenadora-pedagoga

Imagens: Acervo pessoal

 

 

O teatro sempre esteve presente no ambiente familiar de Marianne: sua prima, a atriz e diretora Ana Rosa Tezza e seu tio, o escritor Cristovão Tezza, compuseram um elo com o universo cênico, apresentando a magia dos textos, e das nuances interpretativas. O campo da iluminação também foi exercido por seu tio, que além de possuir obras adaptadas, também atuou.

De Foz do Iguaçu, Marianne mudou-se para a capital do Paraná, onde teve a oportunidade de presenciar o surgimento do Festival de Teatro de Curitiba, em 1992, acompanhando o seu desenvolvimento até hoje. O seu envolvimento com o palco ultrapassou a barreira da espectadora durante a adolescência, quando participou de um curso de inicialização teatral no SESC da Esquina. A experiência criou raiz em seu coração a partir da utilização das artes cênicas durante a vivência de um processo terapêutico em grupo, no final dos anos 90. Tal experiência lhe incentivou a considerar o teatro como uma carreira a ser construída.

 

Atividades:

Tendo em vista que o profissional da área busca se renovar sempre, Marianne sempre procurou uma formação complementar (cursos extras, oficinas, workshops, seminários), acumulando 19 cursos extras em sua bagagem. Para ela, “estar em cena, mesmo que em oficinas, traz ferramentas e sensibilidade para trabalhar a encenação”. Os cursos e oficinas mais relevantes de sua vivência, foram:

1. O palhaço através da máscara, com Sue Morrison
2. O método de ator de Antunes Filho (“Cepetezinho”)
3. O Laboratório Dramático do Ator, com Antonio Januzelli
4. O corpo como fronteira, com Renato Ferracini (Lume)
5. O clown e o sentido cômico do corpo, com Ricardo Puccetti (Lume)

Marianne Consentino  também é sócia-fundadora da Traço Cia. de Teatro (2001 – Florianópolis/SC), tendo dirigido espetáculos como “Fulaninha e Dona Coisa”, de Noemi Marinho e “As três irmãs”, de Anton Tchékhov. As montagens participaram de festivais nacionais e internacionais, sendo agraciadas com diversas indicações e premiações, entre elas melhor espetáculo e direção (As três irmãs) e melhor atriz (em ambos os espetáculos).

 

Fotos:

Fotos de Renata Pires, Fernanda Pessoa e Renata Vavolizza

 

 

Print Friendly