Nome completo: Jorge Fernando Silva Junior

Nome Artístico: Jorge Féo

Cidade de Nascimento: Recife -PE

Formação:
Ciências Sociais

Início das atividades: 2003

Atividades Realizadas: Ator, Diretor, Produtor Cultural

Imagem: Renato Filho

Jorge Féo admirava o universo da interpretação desde pequeno. A verve artística lhe foi plantada no coração através do cinema, como bom espectador que era, seja nas sessões televisivas, seja nas grandes salas de exibição. Mas foi o teatro quem lhe chamou. Durante a época de faculdade, uma amiga o convidou para um curso no Teatro Valdemar de Oliveira, que ele resolveu encarar pela curiosidade e o encanto pelo processo criativo envolto na construção de um espetáculo. “Eu assistia alguns ensaios e ficava maravilhado com a junção de ideias, com a coletividade agindo a favor de uma obra comum, com a disciplina equilibrada à espontaneidade. Como possuía tempo flexível entre a faculdade e o estágio, embarquei”, afirma.

Em 2005 estreou profissionalmente com “As Conchambranças de Quaderna”, texto de Ariano Suassuna e direção de Marcos Portela, que engatou numa turnê consagrada pela crítica e público. Em 2007, foi a vez de Féo sair do holofote dos palcos para atuar nos bastidores, dirigindo a peça “Elas”, uma reunião de textos de Rosa Felix, Eduardo Matos, Pedro Felix e Moisés Neto. Desde então, procurou sempre se atualizar com os maiores nomes do estado, e a produção se tornou uma constante em sua trajetória.

Para Féo, a formação do ator é um caminho sem volta e sem fim. “Engana-se quem pensa um dia alcançar um patamar onde não seja preciso reinventar-se, aprender mais. Tive a chance de contar com bons profissionais que abriram minha mente e me ampliaram o horizonte”, diz o diretor e produtor, que entre os cursos que frequentou, estão o Labô-Espetáculo, com foco no estudo da Antropologia Teatral e do Treinamento do Ator, com Murilo Freire e Virgínia Brasil,; O Ator Brincante, com Carlos Carvalho, além do Treinamento do Ator com o Bastão, pelo diretor mineiro Marcelo Bonis e estudos sobre Bertold Brecht com Roberto Lúcio.

Entre os espetáculos que possuem o talento de Jorge Féo, estão “Elas” e “As Joaninhas não mentem”, um texto de Patrícia Tenório que ele levou para os palcos, “Por um fio em lã”, que marcou sua estréia na direção de um espetáculo de dança; “Improvável”, e “Erêndira”, resultado de um curso de interpretação realizado no seu Espaço Muda, fundado em 2010.

O Espaço Muda é um capítulo especial na história de Feo. Projetado para ser um espaço voltado às diversas linguagens artísticas, as paredes do Muda foram testemunhas de um período fértil de criação e agitação cultural no Recife entre os anos de 2010 e 2012 sob sua produção. Lá foram realizados projetos temáticos, como o “Leia-se: Terça”, onde grupos da cidade eram convidados para ensaiar às terças-feiras uma leitura dramatizada, promovendo intercâmbio de linguagem. As Quartas-feiras abiram espaço para a Quarta Bela, com monólogos ou performances femininos de curta duração. Coroando o fim de semana, o Muda apresentava o Ensaio aberto, onde as portas eram abertas a artistas e bandas para mostrar o processo de sua busca, de forma despretensiosa e informal, dialogando com o público.

Outro ponto forte da carreira de Féo foi a participação na ação cênica e educativa do espetáculo “Priscillas: Um Grito Contra a Homofobia”, uma ação do Centro Estadual de Combate à Homofobia e JN Cênicas Produções Artísticas, que contou sobre a realidade enfrentada por pessoas de sexualidade diferente, com muito teatro e música. A ação percorreu as cidades de Ibimirim-Sertão do Moxotó; Floresta-Sertão de Itaparica; Ouricuri-Sertão do Araripe; Limoeiro-Agreste Setentrional; Caruaru-Agreste Central; Goiana- Zona da Mata Norte; Fernando de Noronha e nos Bairros do Ibura e Recife Antigo, no Recife. “Foi uma experiência maravilhosa e construtiva para mim. O tema é delicado e percorremos regiões onde isso sequer era discutido. Foi bom levarmos informação dessa forma, acredito que provocamos um pouco de reflexão em quem assistiu”, revela.

Seus últimos trabalhos foram as preparações de elenco para cinema nos curta-metragens “Mandala Night” e o “Invasor” – ambos do roteirista e diretor Lula Magalhães e “Maria” da roteirista e diretora Carol Correia onde neste último trabalhou com a premiada atriz Marcelia Cartaxo.

Jorge Féo também possui êxitos em festivais. Foi premiado na cidade com Melhor Espetáculo em 2009 no Pochade – SATED/PE com a cena “Ao Lar Retorna o Filho” onde Laís Vieira ganhou o prêmio de Melhor Atriz. Em 2008 ganhou 2º Melhor Espetáculo no Pochade – SATED/PE com a cena “Aoristos”, onde conquistou também o prêmio de Melhor Figurino e o prêmio de Atriz Revelação para Paulina Albuquerque. Em 2007 recebeu o Prêmio de 2º Melhor Espetáculo no Aplausos do SESC com a cena High Espera.

Formação:

Cursos de Arte Dramática – Theatros & Cia Produções Artísticas – Prof. Marcos Portela
Teatro Valdemar de Oliveira
Março a setembro de 1998 – 160 horas/aula
Janeiro a julho de 2003  – 112 horas/aula
Março a outubro de 2003 (Aperfeiçoamento) – 60 horas/aula
Outubro de 2003 a março de 2004 – 112 horas /aula
Abril a novembro de 2004 – 112 horas/aula
Fevereiro a novembro de 2005 – 128 horas/aula

Curso de Interpretação Teatral – Prof. José Pimentel
Teatro Arraial – 1° Festival de Teatro Estudantil – 18 a 25 de agosto de 2003

Curso de Técnicas Teatrais e Improvisos – Prof. Evânia Copino – 40 horas/aula
SESC de Santo Amaro – Janeiro a fevereiro de 2004

Encontro de Teatro – Prof. Marcello Bosschar – 30 horas/aula
Centro Apolo-Hermilo – 05 a 16 de julho de 2004

Oficina “A Improvisação Como Instrumento da Interpretação” – Prof. Fernando Limoeiro e Magdale Alves – 24 horas/aula

Centro de Formação e Pesquisa das Artes Cênicas Apolo-Hermilo – 18 a 23 de julho de 2005

Labô-Espetáculo Para Atores Iniciados – Profs. Murilo Freire e Virgínia Brasil – 34 horas/aula
Teatro de Santa Isabel – 01 a 13 de agosto de 2005

A Forma Da Emoção – Profs. Michael Bugdahn e Denise Namura – 06 horas/aula
Centro de Formação e Pesquisa das Artes Cênicas Apolo-Hermilo – 11 e 12 de agosto de 2005

Workshop: Formatação de Projetos culturais e Busca de Patrocínios – Prof. Sônia Kavantan (SP) – 16 horas/aula
FUNDAJ – 24 a 27 de janeiro de 2006

Interpretação para o Cinema – Prof. Magdale Alves – 18 horas/aula
FUNDAJ – 29 de maio a 03 de junho de 2006

O Ator Brincante – Prof. Carlos Carvalho e Raimundo Branco
CPT – Centro de Pesquisa Teatral – Janeiro de 2007

Treinamento do Ator com o Bastão – Prof. Marcelo Bonés – MG
CPT – Centro de Pesquisa Teatral – Janeiro de 2007

Interpretação e Improviso – Prof. Samuel Santos
Compassos – Maio a Setembro de 2007

A Interpretação do Ator no Teatro Épico – Prof. Roberto Lúcio
CPT – Centro de Pesquisa Teatral – Julho a Outubro de 2007

Janeiro de Grandes Espetáculos – “Vilarejo do Peixe Vermelho” (Leitura Dramatizada) – Direção de Anderson Aníbal, Cia Clara de Teatro/MG.
Teatro Armazém. Janeiro 2009

Oficina “Memória e música: estímulos à criação do ator” – ministrada por Joana Lebreiro e a atriz Kelzy Ecard – RJ
Teatro de Santa Isabel – Novembro de 2009

Oficina “Interpretação, direção e dramaturgia: o teatro pós-dramático” – Por Francisco Medeiros(SP).
Teatro de Santa Isabel- 160 anos – Atividades formativas, 2010

Oficina de Teatro Cia Clara MG – Por Anderson Aníbal
Espaço Fiandeiros – Julho 2011

Dramaturgia com Léo Moreira – Festival Nacional de Teatro
Cia Hiato SP – Novembro 2011

Conhecimentos de Views Points – Com Marcelo Castro do Grupo Espanca MG
Cia Clara de Teatro em BH – Abril 2012

Espetáculos:

“Não pense muito que dói!” – Autor: Grupo Do Jeito Que Dá! – Direção: Marcos Portela
Período: 03/07/2003 a 29/10/2004 – Teatro Valdemar de Oliveira
Ator e Assistente de Direção

“A Farra do Boi Zumbá” – Autor: Marcos Portela – Direção: Marcos Portela
Período: 27/03 a 24/09/2004 – Teatro Valdemar de Oliveira
Ator, Produtor e Assistente de Direção

“Sonho de Uma Noite de Verão” – Autor: Willian Shakespeare – Direção: Marcos Portela
Período: Dezembro de 2004 e Abril a Maio de 2005 – Teatro Valdemar de Oliveira
Ator, Produtor, Figurinista e Assistente de Direção.

“A Comédia do Amor” – Autor: Miguel de Cervantes – Adaptação: Marco Camarotti – Direção: Marcos Portela
Período: Dezembro de 2005 – Teatro Valdemar de Oliveira
Ator, Figurinista e Assistente de Direção.

“As Conchambranças de Quaderna” – Texto: Ariano Suassuna – Direção: Marcos Portela
Período: Dezembro 2005 a julho 2006  e Abril e Maio de 2007 – Teatro Valdemar de Oliveira
Ator, Produtor, Cenógrafo, Figurinista e Assistente de Direção.

Elas – Texto: Moisés Neto, Rosa Felix, Eduardo Matos e Pedro Felix – Direção: Jorge Féo

Novembro 2007 – Teatro Joaquim Cardozo
Diretor e Produtor

O Auto da Barca dos Mundos – Texto e Direção Samuel Santos
Outubro a Dezembro de 2007 – CPT – Recife
Ator

O Auto da Mula de Padre – Leitura Dramatizada – Direção Kleber Lourenço
Texto Hermilo Borba Filho  – Dezembro de 2007 – CPT – Recife
Ator

High Espera (Cena Curta) – Texto: Adaptação de “O belo Indiferente” de Jean Cocteau – Direção: Jorge Féo
2º Melhor Espetáculo – Aplausos 2007

 

Elas – 2ª Temporada – Texto: Moisés Neto, Rosa Felix, Eduardo Matos e Pedro Felix – Direção: Jorge Féo
Novembro e Dezembro de 2008 – Teatro Joaquim Cardozo
Diretor e Produtor

Por um Fio em Lã (Dança) – Direção: Jorge Féo
Coreografia e interpretação: Juan Guimarães
Teatro Apolo
Sesc Pompéia SP 2009
Palco Giratório 2009
Sollus Ipatinga/MG 2009
Na onda da Dança Sesc 2009
Mostra Internacional de Dança APACEPE 2009
Janeiro de Grandes Espetáculos 2010 -Indicação para: Melhor Trilha, Melhor Bailarino e Iluminação

Vilarejo do Peixe Vermelho – Leitura Dramatizada – Texto e Direção: Anderson Aníbal/MG
Janeiro 2009

Pérfidas (Cena Curta) – Texto de Ilka Albert Canavarro
Junho 2009
5ª Pochade Teatral – SATED PE
IV Semana de Cênicas UFPE

Ao Lar retorna o Filho…(Cena Curta) – Texto de Eduardo Matos – Direção Jorge Féo
Prêmio de Melhor Atriz
Prêmio de Melhor Espetáculo
5ª Pochade Teatral – SATED PE

Mancha de Sangue (Cena Curta) – Texto e direção de Jorge Féo
Aplausos SESC 2009
Festec – Festival de Esquetes de Caruaru 2011
Seminário de Crítica Teatral – Teatro Fora do Eixo 2011

Alô Amor! (Cena Curta) – Texto e Direção Jorge Féo
III Semana de Cênicas 2009
Teatro Milton Bacarelli

“Giorgia” – Direção de Jorge Féo – Texto de Igor Beltrão Castro de Assis
III Semana de Cênicas 2009
Teatro Milton Bacarelli
Mostra Paralela do
Janeiro de Grandes Espetáculos/ Quarta Bela – Janeiro 2011.
Festec – Festival de Esquetes de Caruaru 2011
Seminário de Crítica Teatral – Teatro Fora do Eixo 2011

Improvável – Texto e direção: Jorge Féo – Teatro Joaquim Cardozo – Março 2010
Teatro João Lyra – Caruaru Maio 2010.
Espaço Muda Outubro e Novembro 2010
SESC São Lourenço da Mata – PE – Outubro 2010
Teatro Arraial – Janeiro de Grandes Espetáculos 2011

Seis personagens à Procura de Autor (Leitura Dramatizada) – Texto Luigi Pirandello – Direção: Jorge Féo
Leia-se: Terça! – Espaço Muda – Maio 2010

Incisus Marmori – Texto: Zé Rufino – Direção: Jorge Clésio
Leia-se: Terça! – Espaço Muda – Julho 2010

1,2,3… travando! – Texto e Direção: Neco Tabosa
Curta Teatro – Espaço Muda – Agosto de 2010.

Febre do Rato (Longa Metragem) – Direção: Cláudio Assis – Elenco de Apoio
Setembro 2010

 

Leitura Dramatizada

 

Fragmentos dos textos “Cinema” “Alguns Leões Falam” e “Vilarejo do Peixe Vermelho” – De Anderson Aníbal (Cia Clara- MG).
Direção de Anderson Aníbal – Produção de Jorge Féo.
Programação Paralela do Janeiro de Grandes Espetáculos.
Espaço MUDA, 2011.

Dorotéia (Leitura Dramatizada) – Texto de Nelson Rodrigues – Direção de Daniel Barros
Maio 2011 – Leia-se: Terça! – Espaço Muda
Ator

Fando & Lis (Leitura Dramatizada) – Texto de Fernando Arrabal – Direção: Jorge Féo
Junho 2011 – Leia-se: Terça! – Espaço Muda

“As Joaninhas não mentem” – Texto: Patrícia Tenório – Direção de Jorge Féo
Diretor, produtor, Cenógrafo e Figurinista
Festival Palco Giratório 2011 PE
Teatro Joaquim Cardozo Junho/Julho 2011
SESC Caruaru PE – 15 de Setembro 2011.

Párias / Somos vários dessa espécie – Textos de Tchecov e Strindberg – Direção e Interpretação: Jorge Féo, Arion Medeiros e Thiago França
Espaço Muda – Junho e Julho de 2011

Erendira – Livre adaptação do conto de Gabriela García Marquez – Texto e Direção: Jorge Féo
Espaço Muda e Teatro Apolo – Julho, Agosto, Outubro e Novembro de 2010
Teatro Joaquim Cardozo – Outubro 2011

 

Cinema

 

Intercâmbio Cia Clara de Teatro MG – Aprovação no SIC Prefeitura da Cidade do Recife 2011 – Texto e Direção de Anderson Aníbal MG
Ator, Figurinista e Produtor
Temporada em Maio no Teatro Hermilo Borba Filho Recife e Agosto no teatro da Funarte em Belo Horizonte MG.
Festival de Guaramiranga CE – Setembro 2012.

Um Crime Mais Que Perfeito – Adaptação do Texto de Uncle Harris e Direção de Jorge Féo
Teatro Joaquim Cardozo Recife – Maio a Julho de 2012

Priscillas – Um Grito Contra Homofobia – Secretaria de Direitos Humanos de Pernambuco – Direção de Junior Barros
JN Cênicas – 20 Cidades do Estado de Pernambuco – 2013/2014

 

Filmes de curta-metragem

 

“Olhos fechados”, “O Domador de Bolas de Sabão” e “Prisão Perpétua” – Texto, edição e direção de Patricia Tenório.
Setembro 2010
Produtor de elenco, Produção e Figurinista

Curta-metragem – “Madame Shirley” – Direção de Thiago França e Eduardo Monteiro
Dezembro. 2010 / Janeiro 2011
Figurinista

 

Curta Metragem
“Segredos de Confissão” – 2007 – Direção: Andréa Cavalcanti
MAIS2 CINE VÍDEO PRODUÇÕES
Ator e figurinista

AORISTOS (Cena Curta) -2008- Texto de Eduardo Matos – Direção Jorge Féo
Melhor Figurino – 4º Pochade Teatral – Sated PE
Atriz Revelação – 4º Pochade Teatral – Sated PE
2° Melhor Espetáculo – 4º Pochade Teatral – Sated PE

Pela Passagem de uma grande Dor (Cena Curta) – 2008 – Texto: Adaptação de Caio F. – Direção Jorge Féo
Semana de Cênicas UFPE

Fush – Desdobramentos da Tensão (Cena Curta) – 2008 – Texto: Eduardo Rios – Direção: Jorge Féo
Aplausos SESC

 

Clips do Mundo Livre S.A. 

“Caranaval Inesquecível” – (Frentista que bebe gasolina) – Ator

“Laura Bush tem um Senhor Problema” – (Figuração) – Direção: Pedro Severien / Orquestra Cinema

 

Fotos:

 

Contato:

feojorge@gmail.com

 

Print Friendly