• FLAVIO01
  • FLAVIO02

Nome Artístico: Flávio Santos

Nome Completo: Flávio Pereira dos Santos

Cidade de Nascimento: Olinda – PE

Início das atividades: 1979

Formação: Superior em Pedagogia, e Técnico em Teatro

Atividades Realizadas: Ator, diretor.

Imagens: Arquivo pessoal

 

 

semeandooteatronoscoracoes

O teatro cruzou o caminho de Flávio Santos ainda na infância, em 1979, com um espetáculo escolar na Escola Lauro Diniz, no bairro do Ipsep, intitulado “O Encontro de Cobra Choca com o Sertanejo Valente”. O desempenho chamou a atenção do diretor Buarque de Aquino, que o convidou no ano seguinte para a montagem de “A Menina e o Vento”, de Maria Clara Machado, no Teatro do Derby.

Para a família de Flávio, aquela experiência seria uma breve visita escolar no mundo das artes. Para Flávio, foi a chegada permanente num universo que lhe abriu a mente e tocou seu coração. Os anos se passaram e Flávio contruiu uma carreira de mais de 30 espetáculos como ator, e 20 como diretor, participando de 20 festivais ao longo do Brasil, sendo premiado em sete deles.

Atualmente é professor de Teatro do SESC Santo Amaro, e por ele passaram vários nomes da geração atual do universo cênico recifense. Flávio acredita que a educação e a arte devem caminhar juntas, pois conseguem provocar nas pessoas um outro olhar de mundo, além de incentivar o convívio com realidades diversas e o exercício do senso crítico de maneira criativa.

 

Atividades:

Entre suas atividades, as meninas dos olhos de Flávio Santos são os grupos de jovens e de tercewira idade que coodena no SESC. O primeiro, batizado de Jovem em Cena, completou 15 anos de atividades ininterruptas em 2014, com turnês bem-sucedidas nas várias praças da instituição ao longo de Pernambuco e outros estados do Nordeste.

Já o da terceira idade completa 20 anos, como parte de um projeto que há 25 anos trabalha disciplinas variadas à este público. “O teatro foi um pedido destes alunos, que na juventude também se deixaram encantar pelo palco, mas nunca tiveram a chance de vivenciá-lo”, revela o professor, que entre um projeto e outro, sente-se realizado por fazer do teatro um instrumento de transformação daqueles que desejam fazer a diferença na sociedade.

 

Contato:

81 8895.5080

 

 

Print Friendly